Change search
CiteExportLink to record
Permanent link

Direct link
Cite
Citation style
  • apa
  • ieee
  • modern-language-association-8th-edition
  • vancouver
  • Other style
More styles
Language
  • de-DE
  • en-GB
  • en-US
  • fi-FI
  • nn-NO
  • nn-NB
  • sv-SE
  • Other locale
More languages
Output format
  • html
  • text
  • asciidoc
  • rtf
"Sobre a não-novidade do póstumo: o Brasil velho de Mário de Andrade"
Stockholm University, Faculty of Humanities, Department of Romance Studies and Classics. Centro de Literatura Portuguesa – Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal.
2015 (Portuguese)In: Literatura em Debate, ISSN 1982-5625, Vol. 9, no 16, 96-108 p.Article in journal (Refereed) Published
Abstract [pt]

A saída mais fácil para etiquetar um objeto que é, ao mesmo tempo, inclassificável e grande de mais para passar despercebido, costuma consistir numa colagem, nem sempre linear, desse objeto com o rótulo disponível mais cómodo e fácil de usar. No caso de Mário de Andrade, esse rótulo foi tomado emprestado, como seria natural, ao movimento modernista, no qual a sua influência foi notória, e reconhecida, quer na época pré, durante e pós-Semana de Arte Moderna de 1922, quer para a posteridade. Apesar do caráter notoriamente disperso e multifacetado da sua obra, a justiça da história que sobre ele foi feita consumou-se numa série de versões parecidas desse momento iniciático. Tendo em conta que a produção literária de Mário de Andrade se iniciou formalmente em 1917, que a glória (e a polémica) lhe tinham chegado justamente em 1922, com Paulicéia Desvairada e que, no entretanto, ele havia sido um elemento-chave em todas, ou quase todas, as vanguardas estéticas, literárias e culturais do Brasil, nada maisnatural. O Modernismo passou, então, a ser o corolário natural da actividade antecedente de Mário de Andrade e, emconsequência, o rótulo disponível mais fácil de usar. Acontece que uma série de factores sabotaram esta arrumação aparentemente consensual.

Place, publisher, year, edition, pages
Westphalen, Rio Grande do Sul, Brasil, 2015. Vol. 9, no 16, 96-108 p.
National Category
Languages and Literature
Research subject
Literature
Identifiers
URN: urn:nbn:se:su:diva-121198OAI: oai:DiVA.org:su-121198DiVA: diva2:857229
Available from: 2015-09-28 Created: 2015-09-28 Last updated: 2017-12-01Bibliographically approved

Open Access in DiVA

No full text

Other links

Fri fulltext

Search in DiVA

By author/editor
Namora, Ricardo
By organisation
Department of Romance Studies and Classics
In the same journal
Literatura em Debate
Languages and Literature

Search outside of DiVA

GoogleGoogle Scholar

urn-nbn

Altmetric score

urn-nbn
Total: 25 hits
CiteExportLink to record
Permanent link

Direct link
Cite
Citation style
  • apa
  • ieee
  • modern-language-association-8th-edition
  • vancouver
  • Other style
More styles
Language
  • de-DE
  • en-GB
  • en-US
  • fi-FI
  • nn-NO
  • nn-NB
  • sv-SE
  • Other locale
More languages
Output format
  • html
  • text
  • asciidoc
  • rtf